Gabinete de Juventude 

Competências

 

- Definir, propor e executar uma política municipal para a Juventude; b) Planificar estratégias de ações a favor dos Jovens;

- Promover a participação dos Jovens na vida Social, Económica e Cultural da Ilha do Sal;

- Promover, em colaboração com outros departamentos municipais, ONG, associações e grupos juvenis uma plataforma de concertação com o propósito de promover a satisfação das necessidades da juventude;

- Conceder mediante critérios e procedimentos previamente definidos, apoios de natureza técnica material e financeira às associações e grupos juvenis;

- Promover intercâmbios com os jovens, tanto a nível nacional como internacional, através da semana da Juventude;

- Promover ações que visam a ocupação dos tempos livres dos jovens;

- Apoiar e promover espaços de formação, informação e lazer para os jovens;

- Garantir a realização da política e dos objetivos municipais para juventude, em articulação com os serviços do município que têm sob a sua responsabilidade as áreas do desporto, da cultura, da economia e da ação social e em colaboração e parceria com as empresas e organizações da sociedade civil;

- Promover a participação juvenil, através do fomento ao associativismo e ao voluntariado; k) Apoiar e promover espaços de formação, informação e lazer para a juventude;

- Promover o empreendedorismo jovem;

- Promover e fomentar atividades e ações de sensibilização junto dos jovens para uma

cultura de cidadania participativa e responsável;

- Dar o apoio técnico, administrativo e logístico ao Conselho Municipal da Juventude;

- Emitir pareceres técnicos e realizar outras tarefas superiormente determinadas na área da juventude

No domínio do Formação

 

- Assegurar um sistema de acompanhamento e monitorização das ações desenvolvidas nas diversas áreas da gestão municipal e governamental;

- Avaliar a evolução dos fatores que constituem os custos de contexto atuais, nomeadamente ao nível da burocracia, da observância das regras de concorrência e de transparência de processos e de procedimentos nas relações da administração municipal com o mercado;

- Criar e gerir uma base de dados sobre a oferta turística existente no Sal, nomeadamente em termos de Hotelaria, restauração e similares, na ótica de criação de emprego;

- Criar e gerir uma base de dados sobre outros sectores de atividades económicas e industriais existentes no Município;

- Participar nos processos de criação e organização de feiras internacionais, parques industriais e parques tecnológicos no âmbito das competências do município;

- Programar e promover iniciativas de apoio às atividades económicas;

f) Difundir informação de interesse para as empresas e investidores;

g) Articular-se com o responsável pelo “balcão de atendimento” para o fornecimento de informações necessárias ao desempenho da sua atividade;

- Criar programas dirigidos a micro e pequenas empresas, cooperativas, unidades familiares de produção e iniciativas individuais, nomeadamente nas áreas da construção e pequena indústria, marcenaria, moda, costura, artesanato, produtos populares, barbearias, reciclagem de lixo, e prestação de serviços especializados;

- Promover a auto-iniciativa e o desenvolvimento de micro empresas, compreendendo nomeadamente a vertente assistência técnica e formação e crédito;

- Propor e adotar medidas para regulamentar e apoiar a organização da atividade comercial, o exercício da atividade de venda ambulante, em feiras e mercados e para controlar a expansão do comércio informal;

- Emitir pareceres técnicos e realizar outras tarefas superiormente determinadas na área da promoção de investimentos.

 

Compete ainda no domínio do Emprego

 

- Delinear e propor estratégias e linhas orientadoras para o desenvolvimento da atividade económicas e Industriais no município, tendo em conta os objetivos definidos pela Câmara Municipal;

- Assegurar um sistema de acompanhamento e monitorização das ações desenvolvidas nas diversas áreas da gestão municipal e governamental;

- Avaliar a evolução dos fatores que constituem os custos de contexto atuais, nomeadamente ao nível da burocracia, da observância das regras de concorrência e de transparência de processos e de procedimentos nas relações da administração municipal com o mercado;

- Propor o desenvolvimento de parcerias com instituições públicas e privadas de promoção de negócios para o desenvolvimento de programas de promoção da iniciativa empresarial endógena e de promoção do investimento externo no Sal e acompanhar a sua execução;

- Criar e gerir uma base de dados sobre a oferta turística existente no Sal, nomeadamente em termos de Hotelaria, restauração e similares, na ótica de criação de emprego;

- Criar e gerir uma base de dados sobre outros sectores de atividades económicas e industriais existentes no Município;

- Participar nos processos de criação e organização de feiras internacionais, parques industriais e parques tecnológicos no âmbito das competências do município;

- Programar e promover iniciativas de apoio às atividades económicas;

- Difundir informação de interesse para as empresas e investidores;

- Articular-se com o responsável pelo “balcão de atendimento” para o fornecimento de informações necessárias ao desempenho da sua atividade;

- Criar programas dirigidos a micro e pequenas empresas, cooperativas, unidades familiares de produção e iniciativas individuais, nomeadamente nas áreas da construção e pequena indústria, marcenaria, moda, costura, artesanato, produtos populares, barbearias, reciclagem de lixo, e prestação de serviços especializados;

- Promover a auto-iniciativa e o desenvolvimento de micro-empresas, compreendendo nomeadamente a vertente assistência técnica e formação e crédito;

- Propor e adotar medidas para regulamentar e apoiar a organização da atividade comercial, o exercício da atividade de venda ambulante, em feiras e mercados e para controlar a expansão do comércio informal;

- Emitir pareceres técnicos e realizar outras tarefas superiormente determinadas na área da promoção de investimentos.