Iª edição do concerto comentado do ano 2022 realizado em homenagem à pianista Tututa Evora

Atualizado: 28 de jan.

Iª edição do concerto comentado do ano 2022 realizado em homenagem à pianista Tututa Evora, termina com a oferta de instrumentos musicais

Na data em que se assinala os oito (8) anos da passagem da pianista Tututa Evora, a Escola Municipal de Artes Tututa (EMAT), realizou na tarde de quarta feira 26 de janeiro, na referida escola, a primeira edição, do concerto comentado de 2022, em sua memória.

O concerto contou com a presença do presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes e da vereadora para a área da Cultura, Maria João Brito, tendo sido abrilhantado pelos pianistas convidados: Gilberto Evora, Nelson Rendall, Danilo Fonseca, Adão Ramos, Nilton Goncalves, Luís Moreno, Ulisses Santos, Alberto, Nayla Graça, Alunos de piano, e Rui skate. Após a performance dos pianistas, e com uma forte moldura humana presente, foi a vez do britânico, Paul Taylor, e a família ofertarem à Escola Municipal de Artes, Tututa, (4) quatro guitarras, aumentando desta forma, o leque de instrumentos musicais da instituição, contribuindo para o desenvolvimento cultural do município do Sal.


Recorde-se que Epifânia de Freitas Silva Ramos Évora, mais conhecida por Tututa, nasceu a 6 de janeiro de 1919, no Mindelo, foi pianista e compositora de temas como “Vida Torturada “, “Mãe Tigre “, “Grito De Dor”, entre outros. Faleceu a 26 de janeiro de 2014, na ilha do Sal, onde viveu vários anos. No ano de 1966, lançou o seu único disco, e em 2006 viu o seu nome atribuído à Escola de Artes, em Espargos.